003 http://catalogolx.cm-lisboa.pt/ipac20/ipac.jsp?&profile=rbml&uri=full=3100024<U+007E>!337682<U+007E>!0
010   ^a978-972-20-6923-6
021   ^aPT^b464 147/19
100   ^a20200229d2020    km y0pory0103    ba
101 1 ^apor
102   ^aPT
200 1 ^aPalomar^eromance^fItalo Calvino^gtradução de João Reis
205   ^a1ª ed
210   ^aAlfragide^cDom Quixote^d2020
215   ^a159 p. ;^d24 cm
330   ^aSerá possível encontrarmos um sentido nas coisas, no mundo à nossa volta? E dentro de nós próprios? O senhor Palomar está muito longe de ter alguma certeza quanto a tudo isso. Todavia, continua à procura. Homem excêntrico em busca de conhecimento, visionário num mundo sublime e ridículo, Palomar é um observador nato. «Só depois de ter conhecido a superfície das coisas», acredita ele, «nos podemos aventurar a procurar o que está por baixo.» Seja contemplando um seio nu, uma loja de queijos em Paris, a barriga de uma osga ou os céus de Roma invadidos por estorninhos, o senhor Palomar oferece-nos uma visão do mundo familiar, mas fragmentada pela perceção individual. Último livro publicado em vida por Italo Calvino, Palomar é uma narrativa fascinante sobre a vertigem do homem diante dos inexoráveis mistérios do universo. Um autêntico testamento literário de um dos maiores escritores do século XX, que conduz o leitor através de um inquérito de resultados surpreendentes: o senhor Palomar é sem dúvida o autor, mas não só. Somos todos nós, os leitores deste livro empolgante, um dos mais profundos da literatura de todos os tempos. Fonte: Wook 
606   ^aLiteratura italiana
606   ^aRomance
675   ^a821.131.1-31
700  1^aCalvino,^bItalo,^f1923-1985^3AU00560
702  1^aReis,^bJoão^4730
856   ^uhttp://bibliotecasobral.com.pt/BiblioNET/Upload/images/indices/indice88543.pdf^zClique para ver índice
859   ^uhttp://bibliotecasobral.com.pt/BiblioNET/Upload/images/imagem88543.jpg
920 n
921 a
922 m
923  
924  
925  
931 20200229
932 d
933 2020
934     
935 k  
936 y
937 0
938 ba