Banner
Base conjunta - Biblioteca Municipal
Registos: 1 - 1 de um total de 1
Título: Arte abstracta
Autor(es): Mel Gooding ; tradução de Maria da Graça Caldeira
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2002
Descrição física: 96 p. : il. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 11)
Notas: Título original: Abstract art. - Contém índice remissivo e bibliografia seleccionada
Resumo: Toda a arte é abstracta, na medida em que se articula com o mundo e os aspectos abstractos deste para nos apresentar um objecto ou um acontecimento que realce ou esclareça a percepção que temos dele. A evolução da arte, da representação para a abstracção, decorreu em alguns aspectos, de modo paralelo à moderna busca de Wittgenstein por um novo tipo de verdade. Tudo o que está em causa inclui a natureza e a sociedade, o habitat construído, as estruturas da religião, da arte e da ciência e todos os actos e pensamentos maravilhosos e mundanos, emoções, especulações e fantasias que compõem uma cultura humana complexa. Desde os primórdios do século XX, e mais do que em qualquer outra época a partir do Renascimento, os pintores e escultores educados nas tradições artísticas europeias, procuraram de forma consciente, vias radicalmente distintas para representar a vivência que tinham do mundo. Criaram uma arte reveladora de aspectos da realidade que pareciam inacessíveis às técnicas e às convenções da arte figurativa. De repente, o grande e duradouro conceito de que a pintura e a escultura podiam descrever a realidade do mundo através da imitação esclarecedora ou através da representação ilusória de fenómenos naturais, foi posto em causa. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2789-5
Assuntos: Arte abstracta
CDU: 7.03
Veja também: Gooding, Mel, 1941- | Caldeira, Maria da Graça
Outros recursos:
Localização: 7.03GOO (SMA) - 20020875
7.03GOO (PSAP) (SMA) - 20050846

Lista de exemplares

A carregar...
notifications_activePara empréstimo de um documento tenha em atenção a sigla da biblioteca, nº de registo e cota