Banner
Base conjunta - Biblioteca Municipal
Registos: 1 - 8 de um total de 8
O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Os sinais do medo
Autor(es): Ana Zanatti
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Dom Quixote, 2003
Descrição física: 284 p. ; 24 cm
Colecção: (Autores de Língua Portuguesa)
Resumo: Numa família, raras são as pessoas que se conhecem, amam e aceitam verdadeiramente. Queremos o amor dos nossos pais, mas eles próprios nos entregam no berço, o papel que nos esperam ver desempenhar vida fora. Com pouca margem de improviso e criatividade, porque a criatividade faz de nós seres únicos e a diferença paga-se caro. A maior miséria que podemos herdar é o medo que através de gerações, aparece personificado pela incompreensão e desamor, pela guerra, intolerância e ausência de compaixão, de saber estar ao lado de quem sofre. Pela farsa que ele nos leva a representar. As personagens do livro, comungam em gerações diferentes, da mesma mágoa escondida. Cada uma vive à sua maneira, com aceitação, revolta, desânimo, tristeza, impotência ou desespero as consequências de uma sexualidade reprimida porque mal vista ou considerada aberrante. Um medo disfarçado de juiz da moral e dos costumes, que transforma o amor e o sexo em catos vergonhosos quando deviam ser belos e libertadores. Fonte: Publicações Dom Quixote
ISBN/ISSN: ISBN 972-20-2412-4
Assuntos: Literatura portuguesa | Romance
CDU: 821.134.3-31
Veja também: Zanatti, Ana, 1949-
Localização: 82/P-ZAN/SIN (SMA) - 20030361

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Agradece o beijo
Autor(es): Ana Zanatti
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Dom Quixote, 2005
Descrição física: 310 p. ; 24 cm
Resumo: Agora que tudo acabou, fecho os olhos e vejo os meus mortos no seu voo tranquilo sobre a cabeça dos prédios da cidade. Invade-me um cheiro a flores e a terra molhado. Olho à minha volta e pergunto-me que memórias despertará este cheiro em cada um dos presentes… Que imagens estarão a desfilar dentro das suas cabeças? Na minha, espreita de novo a criança que trago cá dentro, frágil, insegura, sonhadora, voando direita à Ilha dos Morangos para trazer à mãe as folhas da Árvore dos Sorrisos. Sim, que todos transportamos numa cavidade recôndita uma criança silenciada mas viva, à espera de se fazer ouvir, ainda que seja só quando a velhice chegar. Esta criança não murcha, não perde cor nem memória, não cria rugas nem perde a folha, por muito que a queiramos esconder e ignorar. Um dia, há sempre um dia, ela amarinha por nós e vem perguntar: lembras-te, lembras-te? Fonte: Publicações Dom Quixote
ISBN/ISSN: ISBN 972-20-2832-4
Assuntos: Literatura portuguesa | Romance
CDU: 821.134.3-31
Veja também: Zanatti, Ana, 1949-
Localização: 82/P-ZAN/AGR (SMA) - 20050406
82/P-ZAN/AGR (PSAP) (SMA) - 20050406-A

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Os sinais do medo
Autor(es): Ana Zanatti
Edição: 4ª ed
Publicação: Lisboa : Dom Quixote, 2003
Descrição física: 284 p. ; 24 cm
Colecção: (Autores de Língua Portuguesa)
Resumo: Nada mais tocante do que a nossa nudez mas as convenções, os tabus, a hipocrisia dos falsos moralismos, fazem-nos às vezes representar papéis que não são nossos, usar máscaras que nos desumanizam e tornam infelizes, apenas pelo medo da reprovação da família, dos amigos, da sociedade. Tememos não ser amados por sermos diferentes do que é suposto ser. Nascemos, vivemos e morremos ao lado de amigos e familiares que se dizem íntimos mas para quem somos e nos são, desconhecidos. Numa família, raras são as pessoas que se conhecem, amam e aceitam verdadeiramente. Queremos o amor dos nossos pais, mas eles próprios nos entregam no berço, o papel que nos esperam ver desempenhar vida fora. Com pouca margem de improviso e criatividade, porque a criatividade faz de nós seres únicos e a diferença paga-se caro. A maior miséria que podemos herdar é o medo que através de gerações, aparece personificado pela incompreensão e desamor, pela guerra, intolerância e ausência de compaixão, de saber estar ao lado de quem sofre. Pela farsa que ele nos leva a representar. As personagens do livro, comungam em gerações diferentes, da mesma mágoa escondida. Cada uma vive à sua maneira, com aceitação, revolta, desânimo, tristeza, impotência ou desespero as consequências de uma sexualidade reprimida porque mal vista ou considerada aberrante. Um medo disfarçado de juiz da moral e dos costumes, que transforma o amor e o sexo em catos vergonhosos quando deviam ser belos e libertadores. Fonte: Publicações Dom Quixote
ISBN/ISSN: ISBN 972-20-2412-4
Assuntos: Literatura portuguesa | Romance
CDU: 821.134.3-31
Veja também: Zanatti, Ana, 1949-
Localização: 82/P-ZAN/SIN (PSAP) (SMA) - 20051626

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O povo-luz e os homens-sombra ; O segredo da romã
Autor(es): ; Ana Zanatti ; ilustrações de Carla Nazareth
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Dom Quixote, 2006
Descrição física: 32 p. : il. ; 27 cm
Resumo: Um dia, o pacífico Povo-Luz percebe que a sua vida mudou desde que os Homens-Sombra se infiltraram no seu meio e lhe roubaram a alegria, a paz, a confiança e outros dos seus maiores tesouros. Qual o segredo para os recuperar? Que estratégia terão os Homens-Luz de usar para vencer os seus maiores inimigos? Numa assembleia muito especial composta pelo Mocho Platão, Aquiles Calcanhar da Cavalolândia, Salomão, ministro da Ourolândia, Jacaré Marlene Belaboquinha, entre outros amigos, surge a solução para o grave problema. O segredo da Romã, a palavra mágica, é então revelado. Fonte: Publicações Dom Quixote
ISBN/ISSN: ISBN 972-20-3115-5
Assuntos: Literatura infantil | Literatura portuguesa
CDU: 821.134.3-93
Títulos relacionados: O povo luz e os homens sombra
Veja também: Zanatti, Ana, 1949- | Nazareth, Carla, 1975-
Localização: I82/P-ZAN/POV (SMA) - 20060735
I82/P-ZAN/POV (PSAP) (SMA) - 20060735-A

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O povo-luz e os homens-sombra ; O planeta adormecido
Autor(es): ; Ana Zanatti ; ilustrações de Carla Nazareth
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Dom Quixote, 2007
Descrição física: 40 p. : il. ; 27 cm
Resumo: O planeta Terra está na penumbra e o intenso brilho dos olhos do Povo-Luz apagou-se. Inesperadamente surgem três simpáticas estrelas azuis que estranham este facto e tentam perceber a sua causa para encontrar uma solução. No longo caminho que percorrem, as três Azuis recebem pistas de personagens extraordinárias: o Cego Que Vê, a Laranjeira Indiscreta e as Ervas Curiosas, até chegarem ao Mocho Platão e à Joaninha Voa - Voa, já presentes em O Segredo da Romã, que as conduzem a uma gruta muito especial. Quem estará dentro dessa gruta? A quem irão as três Azuis ensinar os três passos mágicos para que o Povo-Luz recupere a sua harmonia e o seu coração desperte de novo? Fonte: Publicações Dom Quixote
ISBN/ISSN: ISBN 978-972-20-3288-9
Assuntos: Literatura infantil | Literatura portuguesa
CDU: 821.134.3-93
Títulos relacionados: O povo luz e os homens sombra
Veja também: Zanatti, Ana, 1949- | Nazareth, Carla, 1975-
Localização: I82/P-ZAN/POV (SMA) - 20070582
I82/P-ZAN/POV (PSAP) (SMA) - 20070582-A

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O povo-luz e os homens-sombra ; a grande travessia
Autor(es): Ana Zanatti ; ilustrações de Carla Nazareth
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Dom Quixote, 2007
Descrição física: 37 [5] p. : il. ; 27 cm
Resumo: O Génio da Luz e o Génio da Sombra, há muito em luta pelo domínio do planeta, preparam-se para um duelo decisivo. A pedido do Mocho Platão, grupos de crianças terão de fazer uma longa travessia e alcançá-los antes do confronto. Os irmãos Cassandra e Heleno vão liderar esta temível e fascinante aventura, que todos sentem poder ser decisiva para o futuro do Povo-Luz e para si próprios. Juntos vão atravessar a Zona das Sombras Líquidas, a Zona da Guerra Fria, a Zona do Alheamento, a Zona da Compreensão e muitas outras onde se cruzarão com estranhas personagens como o Ladrão de Emoções ou a Hidra Gigante que os levarão a adquirir coragem, determinação e novos conhecimentos sobre a vida. Este é o terceiro volume da trilogia O Povo-Luz e os Homens Sombra criada pela escritora Ana Zanatti. A Grande Travessia surge depois de O Segredo da Romã e de O Planeta Adormecido e, embora se possam ler separadamente, há neles uma forte relação entre temas, personagens e linguagem. A mensagem de Paz, Compreensão e Amor é o maior elo de ligação entre os três. Fonte: Dom Quixote
ISBN/ISSN: ISBN 978-972-20-3613-9
Assuntos: Literatura infantil | Literatura portuguesa
CDU: 821.134.3-93
Títulos relacionados: O povo luz e os homens sombra
Veja também: Zanatti, Ana, 1949- | Nazareth, Carla, 1975-
Localização: I82/P-ZAN/POV (SMA) - 20090129

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Os sinais do medo
Autor(es): Ana Zanatti
Edição: 2ª ed
Publicação: Lisboa : Dom Quixote, 2003
Descrição física: 284 p. ; 24 cm
Colecção: (Autores de Língua Portuguesa)
ISBN/ISSN: ISBN 972-20-2412-4
Assuntos: Literatura portuguesa | Romance
CDU: 821.134.3-31
Veja também: Zanatti, Ana, 1949-
Localização: 82/P-ZAN/SIN (DEP) (SMA) - 20120385

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: O sexo inútil
Autor(es): Ana Zanatti ; prefácio de Viriato Soromenho-Marques
Publicação: Porto : Porto Editora, 2016
Descrição física: 517 p.; 24 cm
Resumo: Este é um livro sobre o que de mais profundo vive no coração da condição humana. Sobre o direito de nos tornarmos, perante nós e os outros, aquilo que somos. Plenamente e sem concessões. Para muitos leitores, estas páginas serão uma revelação, simultaneamente brutal e comovente, carregada de sofrimento, mas portadora também de gestos e testemunhos que alimentam e fortalecem a esperança. Trata-se, como se diria no século das Luzes, de um valioso contributo para a emancipação do espírito humano, para o alargamento das fronteiras do relacionamento exigente, cuidado e civilizado entre as pessoas, seja qual for a sua orientação sexual e género. Ana Zanatti sabe que cada um de nós tem de estar à altura da aventura da sua própria vida, que só nós podemos protagonizar, mas sabe também que é próprio da nossa condição humana a abertura para o outro, a solidariedade, a confidência, a entreajuda. Este livro celebra também a enorme coragem ética e cívica da sua autora. A sua confiança na força da justiça, que jorra da fonte interior do equilíbrio da pessoa em si própria, com os outros, com o mundo. Ana Zanatti escreve, num dado passo desta obra, que a sua ambição seria poder tocar as almas dos outros. Estou seguro de que isso foi completamente conseguido. Esta obra vai marcar profundamente muitas pessoas. Vai trazer-lhes luz, conforto e energia. Vai mudar muitas vidas. Talvez até ajudar a salvar vidas, que, sem a sua tonificante ajuda, se poderiam perder irreversivelmente. Do prefácio de Viriato Soromenho-Marques. Fonte: Livro
ISBN/ISSN: ISBN 978-989-676-149-3
Assuntos: Literatura portuguesa | Memórias | Testemunhos
CDU: 821.134.3-94
Veja também: Zanatti, Ana, 1949- | Marques, Viriato Soromenho, 1957-
Localização: 82/P-ZAN/SEX (SMA) - 20160093