Banner
Base conjunta - Biblioteca Municipal
Registos: 1 - 10 de um total de 12
O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Realismo
Autor(es): James Malpas ; tradução de Irene Guimarães
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2000
Descrição física: 80 p. : il. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 7)
Notas: Título original: Realism. - Contém índice remissivo
Resumo: Seria impossível apresentar os temas, preocupações e obras do ´Realismo´ do século XX sem termos presente a ideia de ´Realismo´ como o movimento artístico que se desenvolveu a partir do ´Romantismo´ reinante em França entre 1830 e 1840, e que, em meados do século, tinha já ganho adeptos em Inglaterra. A realidade física, palpável encontrada é o elemento fulcral gerador do desapontamento romântico perante o meramente material. E Courbet, o pintor porta-voz do ´Realismo´, estava determinado a fazer com que as coisas tal como elas são, passassem a ser o objecto da pintura. Este pintor pôs de lado as regras académicas impostas, que se haviam tornado ainda mais rígidas após a intervenção quase ditatorial de J.L. David em defesa do ´Neoclassicismo´, durante a época da revolução francesa. Gustave Courbet propôs que em vez de ser o tema histórico, a moral ou o sentimento a impor a forma que a pintura deveria ter, o pintor deveria retratar as coisas e o aspecto que elas tinham tal como eram na realidade, sem procurar atenuá-las nem embelezá-las. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2612-0
Assuntos: Realismo
CDU: 7.03
Veja também: Malpas, James | Guimarães, Irene
Outros recursos:
Localização: 7.03MAL (SMA) - 20011981
7.03MAL (PSAP) (SMA) - 20050845

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Futurismo
Autor(es): Richard Humphreys ; tradução de Graça Lima Gomes
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2001
Descrição física: 80 p. : il. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 8)
Notas: Título original: Futurism. - Contém índice remissivo
Resumo: Trata de forma sintética e apelativa, mas privilegiando nomes ou obras mais representativas, e situando-o mais transversalmente na teia das influências que o motivaram ou inspiraram, perspectivando-o no fluxo e refluxo das diferentes marés sociais, políticas e culturais. Ao mesmo tempo cada movimento é sempre visto em ligação com aqueles que o precederam, que se desenvolveram em simultâneo e mesmo com outros domínios da arte, como a música e a leitura – como reacção, descoberta, ou ainda, como ruptura radical e fundadora de algo que veio a questionar e transcender o próprio conceito de arte. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2613-9
Assuntos: Futurismo
CDU: 7.03
Veja também: Humphreys, Richard, 1953- | Gomes, Graça Lima
Outros recursos:
Localização: 7.03HUM (SMA) - 20011982
7.03HUM (PSAP) (SMA) - 20050848

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Cubismo
Autor(es): David Cottington ; tradução de Graça Lima Gomes
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2000
Descrição física: 80 p. : il. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 2)
Notas: Título original: Cubism. - Contém índice remissivo
Resumo: «Cubismo» aborda de forma sintética e apelativa aquele que é talvez uma das mais originais tendências artísticas novecentistas mas também uma das mais complexas. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2481-0
Assuntos: Cubismo
CDU: 7.03
Veja também: Cottington, David, 1948- | Gomes, Graça Lima
Outros recursos:
Localização: 7.03COT (SMA) - 20011983
7.03COT (PSAP) (SMA) - 20051442

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Modernismo
Autor(es): Charles Harrison ; tradução de Maria Armanda de Sousa
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2001
Descrição física: 80 p. : il. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 5)
Notas: Título original: Modernism. - Contém índice remissivo
Resumo: Trata de forma sintética e apelativa, mas privilegiando nomes ou obras mais representativas, e situando-o mais transversalmente na teia das influências que o motivaram ou inspiraram, perspectivando-o no fluxo e refluxo das diferentes marés sociais, políticas e culturais. Ao mesmo tempo cada movimento é sempre visto em ligação com aqueles que o precederam, que se desenvolveram em simultâneo e mesmo com outros domínios da arte, como a música e a leitura – como reacção, descoberta, ou ainda, como ruptura radical e fundadora de algo que veio a questionar e transcender o próprio conceito de arte. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2614-7
Assuntos: Modernismo
CDU: 7.03
Veja também: Harrison, Charles, 1942- | Sousa, Maria Armanda de
Outros recursos:
Localização: 7.03HAR (SMA) - 20011984
7.03HAR (PSAP) (SMA) - 20050842

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Surrealismo
Autor(es): Fiona Bradley ; tradução de Conceição Pacheco
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2000
Descrição física: 80 p. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 3)
Notas: Título original: Surrealism
Resumo: Trata de forma sintética e apelativa, mas privilegiando nomes ou obras mais representativas, e situando-o mais transversalmente na teia das influências que o motivaram ou inspiraram, perspectivando-o no fluxo e refluxo das diferentes marés sociais, políticas e culturais. Ao mesmo tempo cada movimento é sempre visto em ligação com aqueles que o precederam, que se desenvolveram em simultâneo e mesmo com outros domínios da arte, como a música e a leitura – como reacção, descoberta, ou ainda, como ruptura radical e fundadora de algo que veio a questionar e transcender o próprio conceito de arte. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2480-2
Assuntos: Surrealismo
CDU: 7.03
Veja também: Bradley, Fiona | Pacheco, Conceição
Outros recursos:
Localização: 7.03BRA (SMA) - 20012261
7.03BRA (PSAP) (SMA) - 20050844

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Minimalismo
Autor(es): David Batchelor ; tradução de Fátima Araújo
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2000
Descrição física: 80 p. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 4)
Notas: Título original: Minimalism
Resumo: Trata de forma sintética e apelativa, mas privilegiando nomes ou obras mais representativas, e situando-o mais transversalmente na teia das influências que o motivaram ou inspiraram, perspectivando-o no fluxo e refluxo das diferentes marés sociais, políticas e culturais. Ao mesmo tempo cada movimento é sempre visto em ligação com aqueles que o precederam, que se desenvolveram em simultâneo e mesmo com outros domínios da arte, como a música e a leitura – como reacção, descoberta, ou ainda, como ruptura radical e fundadora de algo que veio a questionar e transcender o próprio conceito de arte. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2479-9
Assuntos: Minimalismo
CDU: 7.03
Veja também: Batchelor, David, 1955- | Araújo, Fátima
Outros recursos:
Localização: 7.03BAT (SMA) - 20012262
7.03BAT (PSAP) (SMA) - 20050841

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Expressionismo
Autor(es): Shulamith Behr ; tradução de Jaime Araújo
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2000
Descrição física: 80 p. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 6)
Notas: Título original: Expressionism
Resumo: De todos os "ismos" do princípio do século XX, o ´Expressionismo´ é um dos mais difíceis de compreender e complicados de definir. A palavra entrou para a linguagem corrente e hoje em dia qualquer pintor pode ser considerado "expressionista" se distorcer as formas de uma maneira exagerada e aplicar a tinta de um modo subjectivo, intuitivo e espontâneo. De facto, quando a revista ´Life´ popularizou o ´Expressionismo´ em Maio de 1958, fê-lo na suposição de que o excesso emocional seria a norma da arte expressionista. No entanto, este conceito fundamental do "expressivo" - da primazia do processo criativo à custa da verosimilhança - não pode ser reduzido a uma questão de temperamento de um artista. A tendência em questão representa apenas o panorama global da pesquisa inovadora desses anos, ou seja, um mosaico de múltiplas experiências e maneiras de ser. Historicamente, o ´Expressionismo´ nasce e propaga-se nos países de língua alemã entre 1900 e 1910, e depressa envolve - através de vastas redes de influência - outras nações do Ocidente europeu. Quando muito, poder-se-ia falar de um conjunto de propostas interligadas de uma certa forma, que compreende não só o grupo expressionista por excelência, Die Brücke, fundado em Dresda em 1905, mas também as obras dos Países Baixos, certas experiências parisienses ou eslavas, e também as telas e gravuras do norueguês Munch. A Arte Expressionista entrega-se a uma profunda incongruência: a que existe entre o significante utilizado e o conteúdo expresso. A imagem é simplificada, deformada e brutalizada. Remete com insistência para modelos arcaicos ou infantis, mas sempre fortemente "regressivos". Em contrapartida denota-se a actualidade dos temas retratados, uma vez que o objectivo último é a denúncia da civilização moderna e da sociedade burguesa. Por outras palavras, o que se produz na obra é uma contradição entre a "forma", enquanto restauração de elementos não actuais, e o "significado", enquanto análise política imediata. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2611-2
Assuntos: Expressionismo
CDU: 7.03
Veja também: Behr, Shulamith | Araújo, Jaime
Outros recursos:
Localização: 7.03BEH (SMA) - 20012263
7.03BEH (PSAP) (SMA) - 20050849

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Pós-impressionismo
Autor(es): Belinda Thomson ; tradução de Catarina Madureira Villamariz
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 1999
Descrição física: 80 p. : il. ; 24 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 1)
Notas: Título original: Post-impressionism. - Contém bibliografia seleccionada, créditos fotográfico, crédito das ilustrações e índice remissivo
Resumo: Seurat, Cézanne, Gauguin e Van Gogh foram alguns dos nomes que protagonizaram a reformulação das regras do impressionismo dando origem ao ´Pós-Impressionismo´, analisado nesta edição por Belinda Thomson. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2482-9
CDU: 7.03
Veja também: Thomson, Belinda, 1953- | Villamariz, Catarina P. Oliveira M. Madureira
Outros recursos:
Localização: 7.03THO (SMA) - 20013419
7.03THO (PSAP) (SMA) - 20051441

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Pop art
Autor(es): David McCarthy ; tradução de Ana Paula Tanque
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2002
Descrição física: 80 p. : il. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 9)
Notas: Título original: Pop art. - Contém bibliografia e índice remissivo
Resumo: No início dos anos 60, em pleno século XX, o furor dos expressionistas abstractos que dominara a cena do decénio anterior, extingue-se de repente. Em vez de grandes telas cobertas raivosamente de tinta, surgem imagens retiradas do mundo «popular», desde a banda desenhada até aos géneros alimentícios vendidos nos supermercados. Passa-se, portanto, da exibição da complexa interioridade do artista para a reprodução do quotidiano óbvio, não reinterpretado, não filtrado, apenas confirmado na repetição mais ou menos fiel. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2745-3
Assuntos: Pop Art
CDU: 7.03
Veja também: McCarthy, David, 1983- | Tanque, Ana Paula
Outros recursos:
Localização: 7.03MCC (PSAP) (SMA) - 20050850
7.03MCC (SMA) - 20020437

O meu comentário Facebook Twitter LinkedIN
Título: Pós-modernismo
Autor(es): Eleanor Heartney ; tradução de Maria da Graça Caldeira
Edição: 1ª ed
Publicação: Lisboa : Presença, 2002
Descrição física: 80 p. : il. ; 25 cm
Colecção: (Movimentos de Arte Contemporânea ; 10)
Notas: Título original: Postmodernism. - Contém bibliografia e índice remissivo
Resumo: O conceito de pós-modernismo trata-se de um termo criado para descrever fenómenos tão diversificados como os filmes da Guerra das Estrelas, a prática de amostragem digital na música rock, campanhas políticas com recurso aos meios televisivos e as criações de moda de Jean Paul Gaultier e Issey Miyake, e parece constituir o reflexo da vida contemporânea. Contudo, para além de alguns intelectuais académicos dedicados aos Estudos Culturais, poucos há que afirmem com exactidão o significado do termo. Tal como o termo sugere, o Pós-Modernismo pode ter sido constituído como reacção contra os ideais do Modernismo, como o retorno à situação que precedeu o Modernismo, ou até como prolongamento e conclusão de diversas tendências dentro do Modernismo. O Pós-Modernismo constitui o enfant terrible do Modernismo. E dada a própria definição de Modernismo permanecer controversa, não devia ser surpresa que até os defensores mais acérrimos do Pós-Modernismo parecerem incapazes de chegar a um consenso quanto à sua definição exacta. Fonte: Editorial Presença
ISBN/ISSN: ISBN 972-23-2746-1
Assuntos: Pós-modernismo
CDU: 7.03
Veja também: Heartney, Eleanor, 1954- | Caldeira, Maria da Graça
Outros recursos:
Localização: 7.03HEA (PSAP) (SMA) - 20050843
7.03HEA (SMA) - 20020438